6 DICAS PARA LEVAR AS CRIANÇAS PRA COZINHA


Minha mãe é uma cozinheira de mão cheia. Sempre arrasou no preparo de jantares, sobremesas, lanches… E eu, como boa filha caçula, sempre queria estar por perto olhando e ajudando.

Quando eu era menorzinha, minha função era simplesmente separar os ingredientes (a farinha, os ovos – sem deixar cair, a manteiga). E aí eu ficava olhando ela cozinhar, achando que estava fazendo muita coisa. Depois, quando o prato estava pronto – e super saboroso – ficava me gabando que eu tinha ajudado a preparar.

Acredito que a maioria das crianças gosta de participar, se sentir útil e importante na casa, e cozinhar é uma maneira simples de inclui-las. Além de ser uma ótima forma de familiarizar os pequenos com diferentes alimentos, cores, texturas e sabores. Afinal, quando eles ajudam a preparar ficam bem mais propensos a experimentar (e gostar) do que cozinharam.

Pensando nisso, separei aqui algumas dicas pra uma experiência culinária feliz com seus filhos.


 

1. DEIXE TUDO EM ORDEM

Antes de convidar seus filhos pra ajudar, de uma geral na cozinha. Guarde as louças do escorredor, passe um pano na bancada e tire da frente todos os utensílios que não serão utilizados.

Quanto menos distração, menos coisa pra pegar, menos as chances de algo se quebrar e alguém se machucar.

2. LAVE BEM AS MÃOS

o-que-houve-com-a-couve_criança-na-cozinha_05

Antes de cozinhar, depois de ir ao banheiro, espirrar, tossir ou brincar com animais de estimação, é muito importante lavar as mãos. Essa é uma ótima oportunidade para explicar pros seus filhos como e porque lavar as mãos sempre antes de tocar em alimentos.

3. ESCOLHA BEM AS RECEITAS

As crianças têm dificuldade em prender a atenção por muito tempo em uma mesma atividade, por isso, prefira começar com receitas simples, com poucos ingredientes e que não demorem muito. Outro ponto, evite escolher receitas nunca antes testadas, uma vez que se não derem certo as crianças podem se frustrar e perder o interesse pela cozinha.

Com o passar do tempo, se você sentir que seus filhos estão gostando dessa atividade, escolha receitas um pouquinho mais elaboradas.

4. CUIDADO COM FACAS, FOGÃO E OUTROS UTENSÍLIOS PERIGOSOS

É muito importante conversar com seus filhos – independente da idade – sobre os perigos da cozinha. Facas, raladores, descascadores, forno, fogão, torradeira, até uma pilha de travessas no armário pode ser perigosa, pois puxando a errada todas podem cair bem em cima do seu pequeno.

Menino pequeno pegando uma faca grande e afiada

Deixe bem claro as tarefas que eles podem e não podem realizar de acordo com a idade e procure nunca sair de perto.

5. CADA IDADE, UMA TAREFA

Da mesma forma que você não vai pedir pro seu filho de 5 anos cortar uma cenoura em rodelas, não vai dizer pro filho de 14 anos não chegar perto do fogão.

Dê tarefas adequadas pra idade, os menores podem ajudar separando os ingredientes, as quantidades, lavando frutas, legumes e verduras e misturando a massa, enquanto os grandes já podem quebrar ovos, cortar alimentos e mexer nos eletrodomésticos.

Com o tempo e a prática, os adolescentes podem tentar se aventurar na cozinha sozinhos, mas sempre é recomendado ter um adulto por perto para manusear o forno e evitar acidentes.

6. MOSTRE QUE COZINHAR É DIVERTIDO

Se você tem duas ou três crianças em casa, convide todas pra cozinha. Não é obrigação ir, mas quanto mais gente, mais divertido.

Faça competições como ‘quem decora o cupcake mais bonito’ ou quem lava mais morangos em 5 minutos. Brinque com os sabores, as texturas, as cores, enfim, faça dessa atividade um momento de relaxamento e prazer.

o-que-houve-com-a-couve_crianças-na-cozinha_01

NÃO SE ESQUEÇA:

Seus filhos vão errar. Vão acabar se sujando, ou sujando a cozinha toda. Tente não se estressar por isso.

Lembre-se que você está fazendo um bem maior, incentivando uma relação saudável entre as crianças e os alimentos. E esse é o intuito.

Aqui falo um pouco mais sobre as vantagens de cozinhar! Dê uma olhadinha 😉

Beijo grande, Lu

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *